segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Final do curso...

Final do meu curso de modelista de roupas, que triste!!!
Já estou com saudades das pessoas que conheci e convivi, do professor, de acordar as 6hs da manhã aos sábados e ficar o dia todo em aula.

Ok, em 2012 tem mais e já estou matriculada, começa bem cedinho, 14 de janeiro e sei que no dia vou ficar com uma super preguiça, ainda mais por ser outra turma, talvez com algumas das meninas, mas algumas não vão continuar, outras farão em outra unidade, o professor será outro ou outra, tudo vai ser diferente.
Mas valeu cada minuto que passei longe de casa e do marido, aprendi muito, me fez um bem enorme. Agradeço de coração meu marido, pelo apoio, por acordar cedo comigo e me levar e buscar todos os sábados,  minha família que também me apoiou e torce por mim,  aos amigos que fiz, por muita troca de idéias e ajuda nas aulas, ao professor, por ser muito legal e dedicado, a vida por está oportunidade e por tudo.

Mais um ciclo que se completa, obrigada Deus!


Eu e o professor Willas

Eu e a turma

Final de ano... parte 1

Todo final de ano é a mesma coisa.
Invento mil coisas, faço diversas opções de presentes de Natal, para quando me procurarem eu ter para oferecer.
Invisto em material, tempo, espaço físico,  minha casa fica uma loucura e minha cabeça também.
E é sempre a mesma coisa, acho que já tenho bastante, fico tranqüila, acho que está demorando para me ligarem, fico ansiosa, acho que na verdade é pouco, invento mais alguma coisa, agora não vai dar para acabar a tempo, fico ansiosa de novo, ufa!!!
No fim dá tudo sempre certo, vendo o que tiver que vender, nem sempre é muito, nem sempre é pouco, mas é sempre assim.

Estou falando isso, pois tenho planos para 2012, isso não vai mais acontecer!
Vou focar mais em projetos menores,  menos gastos e mais satisfação.
Vou criar, inventar, me inspirar, mas vou focar mais no caminho que estou percorrendo que é meu curso de modelagem, vou aprender a costurar,  vou colocar em prática o que já sei, vou ousar.


Talvez eu esteja adiantada para as promessas de fim de ano, mas é agora que preciso pensar sobre isso, pois depois que a correria passar, eu me acalmo e não vejo mais por esse lado.


Enquanto isso, estou assim...




Upside Down



quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Ansiedade...

Preciso aprender a fazer uma coisa de cada vez. 
Sempre que começo um novo projeto, seja o que for, não faço um só, se gosto da idéia e acho que vai agradar, já quero fazer vários. 
Não importa o que, no inverno faço cachecóis, mas sempre tenho uns 4 sendo feitos ao mesmo tempo.  Agora estou me preparando para o Natal, fazendo uns lenços,  panos de copa, necessaires, vários de uma vez.  


Ok, preciso ter alguns prontos, pois os amigos e familia que sabem que eu faço, me procuram quando precisam de um presente e nessa época, é certeza que algumas coisas saem.  
O  problema é que muitas vezes invisto muito,  depois quero produzir e  o relógio parece trabalhar rápido demais e por fim, não sei cobrar. 
Isso tudo gera uma enorme ansiedade. 


Já me questionei muitas vezes se vale a pena e sempre chego a conclusão que talvez não, mas adoro fazer o que faço e quando vejo as peças prontas é super gratificante.





domingo, 6 de novembro de 2011

Uma caixa cor de rosa


Tenho uma amiga virtual, ela é muito fofa, adora Fernando Pessoa, escreve muito bem e faz lindos artesanatos.

Seu nome é Rebeca e ela é proprietária do blog Dandolinhas.

E com tantas ocupações que tem, ainda arruma tempo para presentear família e amigos, sempre adoro tudo o que ela faz e ela está sempre inventando.


Já fez um lindo organizador de bolsa de corujas para a irmã, lindas almofadas redondas para presentear amigos, frutinhas de tecido, enfeite de porta, etc. 
Cada coisa que ela faz, parece ter um destino certo.

E desta vez, o destino foi São Paulo, mais precisamente, minha casa.
E que linda surpresa eu tive ao abrir uma misteriosa caixa cor de rosa que chegou trazida pelo carteiro.
A caixa já era linda, mas ao abrir me deparei com tantos pacotinhos fofos, que a princípio tive dó de abri-los, mas fotografei para guardar o  momento e lá fui eu, abrindo cada um com todo cuidado e a cada pacotinho aberto uma surpresa e uma alegria.
O cuidado com que cada coisa foi embalada e aquela etiqueta com um  cordãozinho lindo e  um recadinho meigo em cada uma?
Só mesmo uma artista com alma de escritora para pensar em cada detalhe.

Uma caneca que lembra Patchwork, um relógio pequenino, branquinho, que meu marido já queria que eu deixasse na cozinha, pois ele disse que combina, mas quanto a isso, ainda estou pensando, rsrs, lixinhas para bolsa com estampa que dariam um belo tecido, sachets perfumados em forma de coração, lindos e super cheirosos, uma agenda de papel, que delícia, adoro agenda de papel, com uma linda capa de tecido, uma capa para almofada, em tons de lilás e com um coração fofo no meio e a caixa ficou ótima para guardar tecidos.

Amei cada detalhe, patchwork me fascina mas nunca me atrevi, acho que requer uma coisa chamada paciência e como já disse, não tenho muita, mas admiro quem tem, e admiro muito mais uma pessoa que mesmo sem conhecer pessoalmente a outra, dedica boa parte do seu tempo a pensar, escolher, produzir um presente para a mesma.

Rebeca,
muito obrigada pelo carinho e atenção, sempre soube que você é uma pessoa especial, 
continue fazendo essas coisas lindas que você faz tão bem, continue escrevendo como só você sabe escrever.
Obrigada amiga.