quinta-feira, 14 de abril de 2011

Aprendendo com a vida... parte 2

... continuando o post anterior.

Bom, quando aprendi a costurar a máquina, perdeu-se a graça costurar a mão ou bordar, pois percebi o quanto o tempo rende, é claro que nem tudo é possível fazer a máquina mas eu havia passado de fase.
Então percebi que faltava alguma coisa, já fazia necessaires, bolsinhas, jogos americanos, etc.


Necessaire de Laço - em breve no site.


Necessaire Calcinha - em breve no site


Mas eu queria aprender a costurar melhor, detalhes e dicas necessários para se aperfeiçoar, foi quando decidi fazer o curso de corte e costura, começando pelo básico.
Bom, como já contei aqui meu curso de corte e costura foi muito básico, mas despertou em mim a vontade de aprender mais, então tentei com uma costureira super experiente, mas entendi que me faltava a base da modelagem.

A partir daí comecei a buscar um curso de modelagem ou modelista de roupas, para adquirir esta base, pois o meu problema no momento é justamente os moldes, ou seja, adequar os moldes a mim, ou criar meu próprio molde.

Na realidade já encontrei o curso, só estou esperando abrir as inscrições para começar e pra ser sincera, estou com um medinho.
Medo de não corresponder as minhas expectativas que não são poucas, de ser mais difícil do que o esperado, ou de ser tão básico quanto o de costura que eu fiz, etc.
Estou ansiosa e com medo ao mesmo tempo, mas só me resta esperar, uma tarefa e tanto para mim.

2 comentários:

Silvia Gramani disse...

Ahhhh, querida!!!!
Obrigada pela força. Tenho o blog desde 2009 e ano passado ele ficou de canto por causa dessa fase que passei. Obrigada pelo carinho e se Deus permitir não pretendo me afastar mais dele. É uma fase que já superei, digamos, 90%, esquecer nunca, mas sei que meu pai está num lugar que nós. Estão lindas as necessaires. Depois quando puder mostra elas abertas, quero ver os detalhes.
Mais uma vez, obrigada de coração
beijos
Silvia

Rebeca disse...

Adorei sua visita! Sinto que temos muito em comum! Agora diga a verdade: aquela história que o novelo pulou na sua frente no armarinho foi mesmo verdade? Parece coisa que eu diria prá mim mesma só prá justificar a compra... Enfim, tudo pode acontecer, né? Ah, achei lindo o cachecol de trança, assisti os vídeos e estou tentada a arriscar. Depois te conto!